quarta-feira, 21 de abril de 2010

O Bolero de Ravel e Béjart, Jorge Donn e Retratos da Vida


Iniciei o último post com a frase de Maurice Béjart (1927-2007): "A dança é homem". Por isso, decidi fazer a nova postagem sobre a obra mais famosa daquele que foi um dos mais importantes coreógrafos do século 20. A coreografia? Bolero, com a também conhecida música composta por outro Maurice, só que de sobrenome Ravel. Aliás, ele a fez na década de 1920 a pedido da bailarina russa Ida Rubinstein.

Bolero (dança) estreou em 1961 e rapidamente agradou a plateia. O papel principal foi criado para uma mulher. No entanto, a consagração da obra veio com a interpretação do bailarino argentino Jorge Donn (1947-1992). Ele integrava a Cia. de Béjart desde 1963, mas dançou a coreografia pela primeira vez apenas em 1979.

Donn era tão grande e arrebatador quanto o Bolero de Ravel e de Béjart. Sua interpretação pode ser vista no filme Retratos da Vida - Les Uns Et Les Autres - (1981), de Claude Lelouch. O longa mostra os encontros e desencontros dos integrantes de quatro famílias, que se iniciam durante a Segunda a Guerra Mundial e têm desfecho cinco décadas mais tarde. Excelente drama! No elenco tem ainda Geraldine Chaplin, James Cann, Robert Houssein, Fanny Ardant e Nicole Garcia.

Confira o momento em que Donn dança Bolero aos pés da Torre Eiffel. Aos mais sensíveis, como eu, sugiro que preparem o coração.


12 comentários:

  1. Parabéns Juliana, cada dia que passa seu blog fica melhor, continue assim.

    ResponderExcluir
  2. Ju,
    Q saudadesssssssssssssssssss, lembrei de vcs dançando.
    Seu blog está lindo !!!!!!
    bjs
    Solange

    ResponderExcluir
  3. Francisco Jose do carmo3 de maio de 2010 15:47

    Pra mim foi a melhor apresentação de bolero de ravel, e adorei depois de 10 anos encontrar aqui na internet.

    ResponderExcluir
  4. Arrepiante!
    Sempre venho aqui no seu blog!
    Muito interessante o post!
    bjão!

    maylopez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. vendo e ouvindo isto , tenho cerrteza q Deus existe , olha q eu nunca duvudei magnifico

    ResponderExcluir
  6. É o que sinto. Deus está em coisas assim.

    ResponderExcluir
  7. Acredito que nunca veremos obras assim...magnifica

    ResponderExcluir
  8. Há acontecimentos que não se explicam por palavras...

    Paulo

    ResponderExcluir
  9. sempre me emociono muito todas as vezes que revejo este vídeo. já se passaram 20 anos que assisti ao filme, mas a emoção é a mesma, ou maior.

    ResponderExcluir
  10. MARIA DILSA TEIXEIRA19 de agosto de 2012 15:29

    MUITO LINDO ME EMOCIONEI COMO TODA VEZ QUE ESCUTO E VEJO

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...